top of page

Índice de Sustentabilidade em Agroecossistemas - ISA



O sistema ISA


Como principal gestor e agente de mudanças do território rural, o produtor tem como desafio o planejamento e manejo dos sistemas de produção, visando garantir e conciliar a eficácia econômica, a responsabilidade social e a proteção do patrimônio natural. Além disso, a promoção de serviços ecossistêmicos para a sociedade tornou-se uma questão estratégica para a continuidade e sucesso das atividades no campo.


Contudo, a transição para a sustentabilidade tem sido um processo complexo. Em especial, a agricultura familiar tem vivenciado inúmeras dificuldades para a regularização ambiental das propriedades, tanto no atendimento da legislação quanto no desenvolvimento das dimensões econômica e social da sustentabilidade.


A compreensão do contexto socioeconômico e familiar no qual a empresa rural está inserida é fundamental para o planejamento e condução das atividades agrossilvipastoris em harmonia com a conservação e o uso racional dos recursos naturais. Em vista disso, é essencial a promoção de processos educativos, por meio de ferramentas que permitam verificar o desempenho econômico, social e ambiental na escala dos estabelecimentos rurais, para auxiliar na tomada de decisões.


O diagnóstico desse contexto é um dos melhores procedimentos para a viabilização de um planejamento técnico com visão integrada, conciliando os sistemas de produção e os recursos naturais existentes, em confomidade com a legislação ambiental vigente. Portanto, o sistema de Indicadores de Sustentabilidade em Agroecossistemas (ISA) é o primeiro passo para a adequação socioeconomica e ambiental das propriedades rurais.


Indicadores avaliados


Os indicadores são instrumentos que permitem mensurar as modificações nas características de um determinado sistema, avaliar a situação presente e sua tendência de comportamento e estabelecer um termo de comparação em escala temporal e espacial. Para tanto, cada indicador do sistema ISA avalia uma variável, com base em uma situação padrão ou ideal a ser alcançada. É uma ferramenta de gestão para o produtor e seu principal objetivo é realizar um diagnóstico dos balanços social, econômico e ambiental do estabelecimento, apontando os pontos críticos e riscos e os pontos positivos e oportunidades de negócios.


A média aritmética dentre os fatores avaliados gera um índice cujo valor de referência igual ou maior a 0,7 é considerado para um bom desempenho na avaliação. O conjunto de indicadores que compõem o ISA avalia alguns princípios e critérios que norteiam a transição de agroecossistemas para um padrão de maior sustentabilidade:


a) planejamento do uso do solo, de infraestruturas e técnicas de produção ara a conservação dos solos e recursos hídricos;
b) manejo integrado dos sistemas de produção;
c) manejo integrado de resíduos;
d) adoção de práticas de estímulo à proteção da biodiversidade;
e) atendimento das normas (Lei nº 12.651/2012, licenciamento, água, legislação trabalhista, etc.);
f) relacionamento com a comunidade;
g) acesso a programas educacionais e de capacitação;
h) acesso aos serviços básicos;
i) diversificação da paisagem agrícola.

Como a FAU pode ajudar?


Trabalhamos com o Índice de Sustentabilidade em Agroecossistemas desde 2020. Nossos consultores possuem total domínio da ferramenta, que foi adaptada por nós para a realidade regional do Sul do Brasil. Além da avaliação completa da propriedade rural, também oferecemos soluções personalizadas, enfatizando os indicadores que mais interessarem ao cliente, como o Índice de Sustentabilidade Ambiental, que é focado na adequação da propriedade à Lei n 12.651/2012, na fertilidade do solo e na utilização e manejo de insumos agrícolas.


Fontes:


Ferreira, J. M. L. et al. Indicadores de Sustentabilidade em Agroecossistemas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 33, n. 270, p. 12-25, 2012. Adequação socioeconômica e ambiental de propriedades rurais.


Ferreira, J. M. L. et al. Gestão Ambiental: o papel protagonista do produtor rural. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 35, p. 26-38, 2014. Edição Especial Inovações, tecnologias e sociedade: 40 anos EPAMIG.


Marques, P. A. S.; Ferreira, J. M. L. Aplicativo ISApp. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 38, n. 300, p. 73-80, 2017. Tecnologias da Informação para a gestão rural.


Comentários


bottom of page