top of page

Dicas Para o Manejo de Lesmas e Caracóis na Produção de Folhosas



Na produção de folhosas, como alface, rúcula e couve, é comum enfrentar desafios relacionados ao manejo de pragas. Entre as mais prejudiciais estão as lesmas e caracóis, que se alimentam das plantas jovens, comprometendo seu desenvolvimento saudável. Neste artigo, exploraremos estratégias eficazes para o controle desses moluscos, visando garantir uma produção de qualidade e livre de danos. Acompanhe!


Conheça o inimigo:

Antes de qualquer ação, é essencial conhecer o comportamento e ciclo de vida das lesmas e caracóis. Esses moluscos são mais ativos durante a noite e em condições úmidas. Prefiram ambientes com sombra e locais escondidos, onde possam se abrigar durante o dia. Ao entender suas preferências, poderemos adotar medidas específicas para controlá-los.


Remoção manual:

Uma prática simples e eficaz é a remoção manual dos moluscos. Durante o período noturno, quando estão mais ativos, é possível percorrer o plantio e coletá-los com as mãos ou utilizar armadilhas, como recipientes com cerveja ou cascas de frutas cítricas. Essas iscas atrairão as lesmas e caracóis, facilitando sua remoção.


Barreiras físicas:

Utilizar barreiras físicas é uma estratégia preventiva que evita o acesso dos moluscos às folhosas. É possível construir cercas ao redor do plantio, utilizando materiais como telas, pregos invertidos ou serragem. Essas barreiras dificultarão a locomoção dos moluscos, reduzindo o risco de danos às plantas.


Manejo do ambiente:

O manejo adequado do ambiente pode ajudar a controlar lesmas e caracóis. Aumentar a exposição solar no cultivo, por exemplo, reduzirá a umidade e, consequentemente, o habitat favorável para esses moluscos. Além disso, é importante manter o local limpo, removendo folhas caídas, restos de cultura e outros detritos que possam servir de abrigo.


Uso de armadilhas e iscas:

As armadilhas e iscas podem ser utilizadas como uma estratégia complementar ao controle manual. Existem diversos tipos de armadilhas disponíveis no mercado, como as que contêm atrativos alimentares específicos para lesmas e caracóis. Essas armadilhas atraem os moluscos, facilitando sua captura e controle.


Controle biológico:

O controle biológico é uma opção sustentável e eficiente para o manejo de pragas, incluindo lesmas e caracóis. Nesse método, são utilizados predadores naturais desses moluscos, como aves, sapos, rãs, besouros e nematoides. Encorajar a presença desses predadores no ambiente de cultivo pode ajudar a controlar a população de lesmas e caracóis de forma natural.


O manejo de lesmas e caracóis na produção de folhosas é um desafio enfrentado por muitos agricultores. No entanto, com estratégias adequadas, é possível minimizar os danos causados por essas pragas e garantir uma produção de qualidade. A combinação de remoção manual, barreiras físicas, manejo do ambiente, armadilhas e iscas, bem como o controle biológico, pode ser uma abordagem eficaz para o controle desses moluscos indesejados. Ao adotar essas práticas, os agricultores poderão manter a saúde das plantas, reduzir o uso de agroquímicos e promover uma agricultura mais sustentável.



Kommentare


bottom of page